Crédito

Retenção de Talentos — Como Atrair e Manter sua Equipe Engajada?

admin_leve

  • 28/12/2020

  • icone tempo 2 min de leitura

A retenção de talentos é um dos grandes desafios das empresas. Porém, isso não precisa ser feito apenas com o aumento salarial. Existem diversas estratégias que ajudam a trazer bons profissionais e mantê-los na empresa. 

Uma delas é estar de olho nas possíveis dores silenciosas dos colaboradores. Muitas vezes, eles podem deixar de estar trabalhando como deveriam por problemas pessoais ou financeiros. 

Por que a Leve ajuda na retenção de talentos?

Imagine que na sua empresa parte dos profissionais estejam passando por problemas financeiros. Você pode até não se dar conta, mas essa situação é bastante comum e atinge 42% dos colaboradores. 

O acúmulo de dívidas gera estresse, problemas de relacionamento — inclusive entre os colegas — e diminuição de produtividade. Além disso, quem está enfrentando uma fase assim tem duas vezes mais chance de buscar um novo emprego. 

Afinal, as pessoas podem buscar salários mais altos ou, ainda, acreditar que em outro lugar não sentirão tanto estresse. No entanto, não basta aumentar a renda ou mudar de empresa. 

Quando o problema é financeiro, é necessário, primeiro, descobrir como ele se originou. Nesse sentido, a Leve é a sua grande aliada!

Como funciona a Leve na prática?

Para ajudar a equipe a melhorar o bem-estar financeiro e, consequentemente, aumentar a retenção de talentos da empresa, a Leve funciona em algumas etapas. Veja só: 

  1. Diagnóstico de Leveza Financeira: é realizada uma pesquisa com os colaboradores para saber como está a saúde financeira deles. Para isso, são feitas oito perguntas que duram apenas três minutos. O diagnóstico permite analisar gastos, dívidas, economias e planejamento;
  2. Cálculo do Índice de Leveza Financeira (ILF): a partir dos dados da fase anterior, a Leve computa o ILF individual de cada colaborador — um índice que ajuda a acompanhar o trabalho. Além disso, ela disponibiliza com o RH o ILF médio da equipe para que possa medir o sucesso das ações ao longo do tempo;
  3. Plano de ação: etapa em que são definidas as melhores soluções para cada pessoa. Quem tem dívidas caras, por exemplo, pode ser aconselhado a trocá-las por outra mais em conta; 
  4. Acompanhamento individual: o ciclo é repetido para verificar se os colaboradores estão conseguindo manter o bem-estar financeiro. 

Por que é importante reter os talentos na sua empresa?

Mesmo tendo cada vez mais profissionais capacitados no mercado, é importante investir na retenção de talentos. Isso porque, quando um colaborador deixa a empresa, além dos custos que implica, ainda leva tempo até encontrar outra pessoa e fazer com que ela se adapte. 

Os profissionais que estão na empresa já conhecem os processos, o produto e, principalmente, a cultura organizacional. Então, não deixe de valorizá-los!

Saiba mais sobre o produto da Leve para o bem-estar financeiro de toda a sua equipe.

icone newsletter

Assine nossa newsletter

Últimos conteúdos do blog sobre finanças e dicas para uma vida mais leve e receba materiais gratuitos sobre este assunto.